Iniciação científica

O ProIC

O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (ProIC) apoia a política de Iniciação Científica nas universidades brasileiras, com a concessão de bolsas de Iniciação Científica (IC) a estudantes de graduação.

Eles tornam-se bolsistas a partir da indicação dos orientadores e devem ter dedicação integral à pesquisa científica. A bolsa tem duração de 12 meses, com valores tabelados pelo PIBIC. São objetivos específicos do Programa:

  • Despertar vocação científica e incentivar novos talentos entre estudantes de graduação;
  • Contribuir para reduzir o tempo médio de titulação de mestres e doutores;
  • Contribuir para a formação científica de recursos humanos que se dedicarão a qualquer atividade profissional;
  • Estimular uma maior articulação entre a graduação e pós-graduação;
  • Contribuir para a formação de recursos humanos para a pesquisa;
  • Contribuir para reduzir o tempo médio de permanência dos alunos na pós-graduação.
  • Estimular pesquisadores produtivos a envolverem alunos de graduação nas atividades científica, tecnológica e artístico-cultural;
  • Proporcionar ao bolsista, orientado por pesquisador qualificado, a aprendizagem de técnicas e métodos de pesquisa, bem como estimular o desenvolvimento do pensar cientificamente e da criatividade, decorrentes das condições criadas pelo confronto direto com os problemas de pesquisa; e
  • Ampliar o acesso e a integração do estudante à cultura científica.

Os Programas de Iniciação Científica da UnB estão disponíveis na página proic.unb.br.

Redes sociais: FacebookInstagram

Estude na UnB

Anualmente, a Universidade de Brasília oferece 80 vagas para o curso de Engenharia Mecatrônica. Destas, 25% são destinadas ao Vestibular Tradicional, 50% ao Programa de Avaliação Seriada (PAS) e 25% ao Acesso ENEM UnB.

As formas de ingresso no Curso de Engenharia Mecatrônica são definidas conforme os regulamentos da Universidade de Brasília, e de acordo com seu calendário. Atualmente o ingresso ocorre em dois momentos, um para cada semestre letivo de cada ano, e os processos seletivos vigentes são descritos a seguir.

Observação: confira as datas previstas dos próximos processos seletivos para ingresso na UnB.


Vestibular Tradicional

É o sistema de seleção tradicional da UnB desde sua fundação, baseado no desempenho em uma prova elaborada pela própria Universidade. O ingresso nesta modalidade é feito apenas no segundo semestre letivo e são destinadas 25% das vagas totais anuais. 


Programa de Avaliação Seriada (PAS)

Criado pela UnB em 1995 como alternativa ao Vestibular para ingresso na Universidade, é um processo seletivo realizado pelo Cebraspe que ocorre em três etapas, uma a cada série do ensino médio. A classificação dos candidatos é feita após a última prova, baseada nos resultados ponderados de todas as provas, e o ingresso ocorre ambos os semestres letivos do ano seguinte. São destinadas 50% das vagas totais anuais da UnB para esta modalidade, sendo 25% a cada semestre.


Acesso ENEM

Utiliza as notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) para selecionar os alunos interessados em ingressar na UnB. O ingresso nesta modalidade é feito apenas no primeiro semestre letivo e são destinadas 25% das vagas totais anuais.


Sistemas de cotas

Nas três modalidades descritas, as vagas ofertadas são distribuídas, em conformidade com a Lei Nº 12.711/2012, segundo os seguintes sistemas de concorrência: Ampla Concorrência (Sistema Universal) com 45% das vagas, Sistema de Cotas para Escolas Públicas com 50% das vagas reservadas aos candidatos que cursaram o ensino médio integralmente em escola pública, e Sistema de Cotas para Negros com 5% das vagas. As vagas reservadas aos candidatos de escolas públicas são subdivididas conforme a lei, sendo 50% para candidatos com renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e 50% para candidatos com renda familiar bruta per capita superior a este valor. Além disso, um percentual das vagas reservadas aos candidatos de escolas públicas é reservada para os candidatos que se declaram pretos, pardos ou indígenas (PPI)


Outras formas de ingresso

A Resolução CEPE Nº 193/2015 define a geração e distribuição de vagas ociosas e normatiza outras formas de ingresso no curso de Engenharia Mecatrônica, como mudança de curso (dentro da UnB), transferência facultativa (de outra Instituição de Ensino Superior) e acesso a portador de diploma de curso superior. Em todos estes casos, a quantidade de vagas é limitada ao número de vagas ociosas por curso, definidas pela aplicação da própria Resolução.

Há a modalidade Transferência Obrigatória, para o ingresso de aluno de outras Instituições de Ensino Superior (IES) do Brasil ou do exterior, a qualquer tempo e independentemente de vaga, concedida, nos termos da lei, a servidores públicos federais, civis ou militares, removidos ex-officio para o Distrito Federal, ou a seus dependentes econômicos legais.

Por fim, há duas formas de ingresso no curso de Engenharia Mecatrônica para alunos estrangeiros. O Programa de Estudantes-Convênio de Graduação (PEC-G) seleciona cidadãos de países em desenvolvimento com os quais o Brasil mantém acordos educacionais e culturais para realizar estudos de graduação no país. A seleção é feita via edital e o ingresso ocorre no semestre subsequente ao processo seletivo. Já o ingresso via Matrícula Cortesia, para alunos de países que assegurem o regime de reciprocidade com o Brasil, independe da existência de vaga.

Campus Universitário Darcy Ribeiro

Asa Norte, Brasília-DF, CEP 70910-900

 

Secretaria: +55 (61) 3107-5667 / 3107-5501

 

secmecatronica@unb.br

 

 

Localização

Copyright 2024 © Faculdade de Tecnologia da Universidade de Brasília | Todos os direitos reservados.